Preço do peixe fresco pode aumentar 20 por cento

A estimativa foi esta terça-feira feita por Kwan Vai Meng, presidente da Associação dos Vendedores de Peixe Fresco de Macau. A culpa é o ínicio da moratória de três meses e meia relativa à actividade pesqueira no Mar do Sul da China.

O preço do peixe fresco nos mercados do território poderá subir até 20 por cento devido ao impacto do início do período de defeso no Mar do Sul da China. A estimativa foi esta terça-feira avançada à emissora em língua chinesa da Rádio Macau por um dirigente da Associação dos Vendedores de Peixe Fresco de Macau, que garante ainda assim que o abastecimento do território não está em causa.

Kwan Vai Meng diz que entre 70 a 80 por cento do peixe fresco que se vende nos mercados do território tem origem na República Popular da China. Os fornecedores do Continente deverão recorrer a peixe obtido em zonas não abrangidas pela moratória e complementar a oferta com espécies de água fresca ou criados em viveiros de aquacultura.

Nos próximos dias, os preços do peixe no mercado do território deverão registar um aumento de 10 por cento, avalia o dirigente. Kwan Vai Meng considera que os três meses e meio de defeso a que ass frotas pesqueiras de Macau, de Hong Kong e do Sul da China estão obrigadas constituem um perído demasiado vasto. No ano passado, 60 por cento dos vendedores de peixe fresco sofreram prejuízos consideráveis devido à moratória imposta por Pequim e este ano poderão ter a tentação de contornar os prejuízos com a prática de preços mais elevados.

A exemplo do que aconteceu há um ano, o período de defeso da pesca no Mar do Sul da China teve início no Dia do Trabalhador e prolonga-se até 16 de Agosto.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.